Aos Professores da Universidade Estácio

Notícias

Caro(a) Professor(a),

No dia 07 de março, enviamos ao colega um Boletim intitulado " Aos Professores da Universidade Estácio de Sá" . Nele descrevemos, de forma detalhada, o processo de negociação com a mantenedora, além de informar sobre os procedimentos que adotamos em relação à Direção da ADESA.

Isso foi possível graças a você, professor, que nos forneceu seu e-mail e está recebendo nosso 4º Boletim (nota) sobre os passos dados pelo Sinpro-Rio na defesa da categoria.

Nunca é demais lembrar que a Diretoria do Sindicato considera a luta travada na Estácio decisiva, pois, caso as irregularidades se mantenham vitoriosas, quem sofrerá não serão apenas os professores da Estácio. Sofrerá toda a categoria docente do ensino superior, na medida em que o mau exemplo da Estácio será seguido pelas demais instituições. Você, que trabalha em mais de um estabelecimento de ensino, terá seu salário reduzido mais de uma vez.

Com essa compreensão, o Sindicato dos Professores ingressou, no Ministério Público do Trabalho, dia 10 de março de 2008, com uma DENÚNCIA contra a SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR ESTÁCIO DE SÁ, SOLICITANDO A INSTAURAÇÃO DE PROCEDIMENTO INVESTIGATÓRIO.

Estamos aguardando o pronunciamento do Ministério Público que deverá ouvir as partes em conflito.

Simultaneamente, estamos agendando para a próxima semana uma audiência com o representante do Ministério da Educação no Rio, o professor Cícero Fialho. Essa reunião antecederá uma outra, que o Sindicato realizará em Brasília com as autoridades do Ministério da Educação. Faz-se necessário que os professores enviem as denúncias para o Sindicato visando a confecção de um dossiê a ser entregue ao MEC.

Aproveitamos para informar que o número de endereços eletrônicos enviados pelos professores da Estácio cresceu de uma lista inicial de 650 para 729, até o momento. Ainda é pouco, pois a Estácio possui mais de 4 mil professores. Daí, apelarmos para o colega solicitar aos demais professores que nos enviem seu endereço eletrônico, acompanhado do nome completo. Basta enviar-nos e-mail com estes dados para: sinpro-rio@sinpro-rio.org.br.

Finalmente lamentamos, mais uma vez, a postura de alguns, de subserviência à política da Direção da Estácio. Isso divide a categoria e procura lançar a confusão nas cabeças dos professores.

A Diretoria do Sinpro-Rio, calcada na experiência alcançada em negociações com os patrões do ensino superior, desde 1980, agradece as manifestações de apoio recebidas e enviadas por aqueles que já entenderam a luta que se trava nesta instituição. No processo de defesa dos direitos da nossa categoria nos batemos contra aqueles que desejam fazer da educação uma mercadoria. Nossas armas são a razão e a convicção de que numa negociação devemos ser firmes na defesa dos professores, sem deixar de lado o respeito pelas idéias, não confundindo-o com a prática da subserviência.

A Diretoria do Sinpro-Rio