Assembleia de 05/09: professores/as mantêm greve pela vida. Não às aulas presenciais!

Notícias
Assembleia de 05/09: professores/as mantêm greve pela vida. Não às aulas presenciais!

Pela quarta vez neste período de pandemia, a assembleia virtual unificada do Sinpro-Rio, realizada neste sábado, dia 05/09, aprovou, por ampla maioria, a manutenção da Greve em Defesa da Vida. Não ao retorno das atividades presenciais (nenhuma atividade presencial nas escolas) agora. Continuaremos trabalhando com o ensino remoto nos estabelecimentos do setor privado de ensino do Município do Rio de Janeiro, Itaguaí, Paracambi e Seropédica. Retorno somente com garantia das autoridades da Saúde, com base em rígidos protocolos de segurança.
Foi aprovada, ainda, uma nova assembleia para o próximo sábado, dia 12/09, às 14 horas.

O presidente do Sinpro-Rio, Oswaldo Teles, ressaltou que “desde o início, a base de nossa greve é a questão científica. Quem tem autoridade para discutir o retorno às aulas presenciais é a ciência. A negociação com o conjunto de entidades que representam os patrões está muito difícil. Com o Sinepe-Rio, não tem acordo nenhum. É um fechamento total. Sabemos das dificuldades das professoras e professores com a redução de salários, não pagamentos e demissões, mas neste momento, não há outro caminho senão continuar lutando e mantendo a greve pela vida.”
O professor lembrou também que “as mortes no Estado do Rio de Janeiro estão no patamar de 80 mortes por dia e, na capital, com média entre 40 a 50, diariamente. E quem morre, em grande maioria, são os trabalhadores. Estamos agindo na frente jurídica, discutindo com órgãos da ciência e governo. Os nossos alunos e alunas são como nossos filhos. Temos que defender a comunidade escolar e as professoras e professores, pela vida.”

O presidente do Sinpro-Rio fez, ainda, um relato sobre a criação do Fundo Emergencial Solidário, voltado aos professores e professoras demitidos neste período de Pandemia. “Num país sem governo para o trabalhador, a categoria aprovou a contribuição solidária para os professores demitidos no Rio de Janeiro, Itaguaí, Paracambi e Seropédica. O sindicato disponibilizará para o Fundo Solidário 300 mil reais, sendo que o mesmo está aberto também para doações de professoras e professores, como de toda a sociedade civil”. Vejam mais informações em nossas redes sociais.

VEJA O VÍDEO COM AS DELIBERAÇÕES DA ASSEMBLEIA AQUI!

RÁDIO AGÊNCIA NACIONAL - 06/05/2020 - Professores decidem manter greve contra atividades presenciais, no Rio. Leia por AQUI!

》JORNAL O DIA - 05/09/2020 - Assembleia do Sinpro-Rio decidiu que retorno das atividades presenciais só deve acontecer se houver garantias de segurança sanitária. Leia AQUI!

》AINDA TEM ALGUMA DÚVIDA ESPECÍFICA SOBRE O TEMA?

Procure o PLANTÃO REMOTO DA DIRETORIA, de segunda a sexta-feiras, em horário comercial. Contatos abaixo: