Camp. Salarial – Ed. Básica: deliberações da assembleia de 09/4

Os professores/as reunidos/as em assembleia organizativa relativa à Campanha Salarial 2022, realizada no dia 09/4, aprovaram por unanimidade um conjunto de propostas de luta.

A assembleia foi iniciada com o relato do professor Elson Paiva, presidente do Sinpro-Rio, sobre a reunião paritária com o patronato, na qual foi discutida a pauta reivindicatória da categoria.

O patronato, através do Sinepe-Rio, se posicionou no sentido de apenas manter a atual Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), sem as novas propostas apresentadas pela categoria, resultante da nossa primeira assembleia.

A assembleia se posicionou pela necessidade da continuidade da luta pela manutenção das propostas originais da pauta reivindicatória (aprovada na assembleia de 19/2) e pela recuperação das perdas salariais dos últimos três anos, agora, com os números do INPC fechados em março, que já atinge cerca de 17%.

Na discussão com o patronato foi ressaltada ainda que, na fase mais aguda da pandemia, a exploração dos professores e professoras foi aumentada, principalmente com o teletrabalho.

A assembleia destacou novos tópicos da pauta reivindicatória, lembrando que a hora-atividade (o valor pago a mais por atividade extraclasse) é um dos direitos pelo qual a categoria também vai lutar.

Após o debate, a diretoria do Sinpro-Rio apresentou como proposta, que foi aprovada por unanimidade, a luta pelo avanço de cláusulas econômicas e o mote “recuperação das perdas salariais já”.

Também foi aprovada realização de Atos em locais de grandes concentrações e próximos a grandes escolas.

<- Voltar