Ed. Básica: assembleia aprova estado de greve e intensificação da luta

Destaque na primeira página, Notícias


Ed. Básica: assembleia aprova estado de greve e intensificação da luta

A Assembleia da Educação Básica do município do Rio de Janeiro, referente à Campanha Salarial de 2022, reunida neste 28 de maio, aprovou, por unanimidade, Estado de Greve e intensificação da pauta de luta. Foi aprovada ainda nova assembleia para o dia 25 de junho, de forma presencial, no Espaço Cultural Paulo Freire, localizado na sede Centro do Sindicato.

Nas intervenções, ficou claro o repúdio da categoria ante a posição patronal de descaso, que, na mais recente reunião paritária, apresentou a proposta absurda de 4% de reajuste. Rechaçada de imediato na mesa de negociação, a proposta foi considerada um acinte, um deboche, perante as perdas salariais que chegam a 17% nos últimos três anos.

O presidente do Sinpro-Rio, Elson Paiva, que esteve nos dias 26 e 27 de maio em reunião da executiva da Contee - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino -, informou que, de maneira geral, patrões em todo o Brasil acenam com reajustes aquém da inflação, o que se configura num movimento nacional.

Portanto, diante da intransigência do patronato da Educação Básica do município do Rio de Janeiro, professoras e professores decidiram pelo Estado de Greve, com manifestações na porta das instituições nas mais diversas regiões. A assembleia contou com a presença do professor Celso Napolitano, presidente da Fepesp - Federação dos Professores do Estado de São Paulo.

Sinpro-Rio - Em Defesa da Vida e da Educação