Moção de repúdio às mais de 600 demissões cometidas pela Universidade Estácio de Sá no Estado do Rio de Janeiro

Sem categoria

Veja a moção aprovada pelos delegados e delegadas do Congresso Extraordinário da CONTEE, realizado entre os dias 29 e 31 de agosto de 2008, em São Paulo/SP.

O Congresso Extraordinário da CONTEE, realizado na cidade de São Paulo, entre os dias 29 e 31 de agosto de 2008, manifesta em plenário seu repúdio à mais de 600 demissões de professores cometidas pela Universidade Estácio de Sá, no Estado do Rio de Janeiro.

Ao contrário do que muitos pensam a entrada de capital estrangeiro e a abertura de ações na Bolsa de Valores têm provocado a precarização das condições de trabalho e as demissões dos docentes.

Redução de salários, utilização de tele-aulas em substituição às aulas presenciais e outras medidas, são tomadas pela Universidade Estácio de Sá compondo um quadro em que a educação é tratada como mercadoria, na busca de lucros excessivos e imediatos, em detrimento de qualidade de ensino.

Os delegados presentes no CONATEE Extraordinário se associam às denúncias encaminhadas pelo Sinpro Rio ao MEC e à Procuradoria do Ministério do Trabalho no repúdio às violências cometidas pela Estácio de Sá e em defesa de uma educação superior de qualidade.

São Paulo, 30 de agosto de 2008.