NOTA EM DEFESA DA UERJ

Notícias


NOTA EM DEFESA DA UERJ

A Federação dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino no Estado do Rio de Janeiro (Feteerj) e os Sindicatos dos Professores filiados (Sinpros) repudiam a tentativa absurda, anacrônica e bárbara feita por um deputado estadual bolsonarista, via projeto de lei, de extinguir a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj).

A proposta também é flagrantemente inconstitucional, pois a própria Constituição do estado determina a criação e manutenção pelo Rio de Janeiro de uma universidade pública nos moldes da Uerj.

A Uerj é uma das mais conceituadas universidades de nosso país e da América Latina, com mais de 40 mil alunos e 3 mil professores, em 16 campis e unidades externas. Em abril, foi publicado o ranking pelo conceituado Center for World University Rankings (CWUR), que situa a Uerj entre as 10 melhores universidades brasileiras: é a oitava do país e ocupa a 13ª posição na América Latina e Caribe. Na listagem geral das 2 mil instituições mais bem avaliadas, de um total de 20 mil em 60 países, a Uerj aparece em 620° lugar nesta edição 2021.

Com tudo isso, só na mente de uma pessoa muito autoritária e inimiga da educação pode ser gestado um projeto para acabar com a Uerj.

A Feteerj e os Sinpros têm certeza que esse PL sequer será levado ao plenário da Assembleia Legislativa (Alerj), devendo ser arquivado o mais rápido possível.

Diretoria colegiada da Feteerj

Leia a nota no site da Feteerj AQUI.