Sinpro-Rio defende democracia e repudia atos e badernas antidemocráticas

Eles querem atravancar nossos caminhos, mas eles estão passando e nós, passarinhos (parafraseado de poema de Mário Quintana).


O Sinpro-Rio – Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro e Região vem a público saudar o povo brasileiro pelas eleições à Presidência da República transcorridas no último 30 de outubro e parabenizar o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva.
O Brasil decidiu pela desobstrução da vida do seu povo, interditada nos últimos quatro anos na Saúde, Educação, Emprego, Renda, Meio Ambiente e em outras áreas.
Ainda que com dificuldade no processo, expressa pelas manobras eleitoreiras do opositor que, de forma escancarada, usou a máquina pública, como nunca havia acontecido na história do Brasil. O povo brasileiro se uniu, na diferença, para dizer, por meio do voto, numa frente ampla aglutinando desde forças conservadoras às mais progressistas, que deseja voltar à normalidade democrática. O resultado das urnas demonstrou que essa frente tem o entendimento de que a desigualdade social precisa ser combatida por quem quer, como objeto maior da luta, o seu rompimento.
Diante da vitória de Lula, a democracia brasileira sobreviveu, ainda que até a posse, estejamos todos atentos, diante de um sentimento de ameaça no ar, o que é comprovado pelos acontecimentos recentes de manifestações de apoiadores do adversário.
Em seu discurso, logo após a vitória, o presidente eleito destacou: “Estou aqui para governar esse país numa situação muito difícil. Mas tenho fé que com a ajuda do povo nós vamos encontrar uma saída para que esse país volte a viver democraticamente, harmonicamente. E a gente possa, inclusive, restabelecer a paz entre as famílias, os divergentes, para que a gente possa construir o mundo que nós precisamos, e o Brasil. É hora de baixar as armas que jamais deveriam ter sido empunhadas. Armas matam. E nós escolhemos a vida”.
De pronto, a vitória foi saudada e celebrada pelas maiores lideranças mundiais, pelos poderes, no Brasil, do Legislativo, do Executivo e do Judiciário.
Todos enaltecendo a volta de um Brasil novamente feliz.
O volante do Brasil volta a ser empunhado por quem se orienta pelo caminho das políticas públicas bem sucedidas.
Foi a vitória da democracia que vem sofrendo obstáculos por um governo com laivos de fascismo. Um governo que engarrafou a vida das pessoas pobres, que atropelou com os veículos nefastos ligados, por exemplo, à homofobia, xenofobia e misoginia.
O Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro (Sinpro-Rio) repudia a tentativa de golpe contra a democracia por parte de um segmento minoritário da sociedade brasileira, que não aceitou o resultado das urnas na eleição do dia 30 de outubro, quando Lula saiu vitorioso.
Buscam tumultuar a transição para o novo governo e com isso atrapalham o dia-a-dia dos brasileiros, com bloqueios nas estradas.
Nesse momento em que todas as instituições democráticas se colocam publicamente contra essa farsa grotesca liderada por pessoas de caráter antidemocrático e intolerante, cabe ao Sindicato, representando professores e professoras e demais funcionários da educação, dizer um NÃO ao golpe contra a democracia!
Estamos atentos e vigilantes nessa caminhada até a posse.
O Brasil merece um caminho de paz e desenvolvimento Social. O povo já decidiu quem será o seu motorista.
Pé na estrada para um Brasil rumo à igualdade social.
Viva a democracia!
Direção do Sinpro-Rio

<- Voltar