BOLETIM DA ESTÁCIO – PROFESSORES EM LUTA

Notícias

Caros(as) Professores(as) da Estácio

Na última 4ª feira, 2 de abril de 2008, o Sinpro-Rio reuniu-se com o representante do Ministério da Educação e Cultura no Rio de Janeiro, Prof. Cícero Fialho. Estavam presentes o Presidente do Sindicato, Prof. Francilio Paes Leme, o 1º Vice-Presidente, Prof. Antonio Rodrigues, e os diretores, também professores da Estácio, Magna Corrêa e Mauro Cerutti. Na ocasião, a representação do sindicato pôde discorrer longamente sobre todas as irregularidades de cunho trabalhista e, principalmente, de natureza educacional que vêm sendo praticadas pelos dirigentes da UNESA, assim como sobre o clima de insatisfação reinante na comunidade acadêmica. Em contrapartida, a comissão tomou conhecimento também da existência de várias denúncias de alunos da instituição feitas ao MEC.

O Sinpro-Rio solicitou ao representante do MEC, através de ofício, a marcação de uma audiência com o Prof. Ronaldo Mota, Secretário de Educação Superior do Ministério, para entregar oficialmente o dossiê sobre a Estácio exigindo, dessas autoridades, providências urgentes.

Continuamos aguardando o pronunciamento do Ministério Público do Trabalho em relação à denúncia feita pelo sindicato.

Aproveitamos para enviar dois avisos:

:: no dia 26 de março de 2008, vocês receberam um e-mail informando que a lista inicial de 650 e-mails crescera para 729. É com satisfação que anunciamos que a lista atingiu a marca de 807 e-mails de professores da Estácio;
:: recebemos alguns e-mails de professores reclamando do fato de não mencionarmos determinadas irregularidades em nossas notas. Esclarecemos que só podemos denunciar e publicar irregularidades cometidas pela UNESA quando nos forem feitas pelos professores e devidamente verificadas pelo sindicato. Solicitamos que continuem a nos enviar denúncias para que constem do corpo do dossiê elaborado.

Agradecemos mais uma vez as mensagens que temos recebido, o que nos conduz à certeza de que o nosso trabalho está no caminho certo e gerará, sem sombra de dúvida, resultados favoráveis aos interesses dos docentes da UNESA.