Cine Educação exibe filmes sobre as lutas pelas melhorias na educação brasileira em/nos 200 anos de Brasil Independente

O 5º aniversário do Cine Educação acontecerá de 21 a 24 de setembro e, comemorando seus cinco anos, o festival volta ao formato presencial trazendo sessões de cinema e debates gratuitos. Ao todo, serão 6 sessões, com curtas, médias e longas metragens em 6 locais da Cidade do Rio, UFRJ – Faculdade de Letras e Praia Vermelha; Escola Municipal Martin Luther King; Espaço Cultural Professor Paulo Freire, Praça dos Professores e Professoras e Sede do Sinpro-Rio/Campo Grande.
Esse ano, o tema do Cine Educação é “200 anos: O papel da Educação nas Lutas por um Brasil Independente”, trazendo através dos filmes um pouco das ideias, personagens, políticas e movimentos
que lutaram e lutam pelo desenvolvimento da educação no Brasil desde 1822. O festival também vai
prestar homenagem a dois ícones da educação brasileira: O antropólogo, educador e político Darcy
Ribeiro, cujo centenário se completa no dia XXX, e a educadora catarinense Antonieta de Barros,
mulher, negra, professora e primeira deputada negra eleita no Brasil em Santa Catarina. No dia 23/09,
após o debate, acontecerá a festa de 5 anos do festival. Também será possível ver alguns debates no
canal do Cine Educação no YouTube.
Cine Educação fez parceria com a Fundação Darcy Ribeiro, a Associação dos Docentes da UFRJ, com
a Associação de Servidores da Fiocruz, entre outros.
Entre os destaques do 5º aniversário do Cine Educação estão os curtas: “Antonieta”, de Flávia Person, documentário biográfico de Antonieta de Barros; “Baile”, de Cíntia Bittar, filme que foi indicado ao Oscar de curta em 2021; “Ciência, Luta de Mulher”, da diretora de Rithyele Dantas, que fala sobre as cientistas mulheres no Brasil e o longa “Abraço”, dirigido por DF Fiúza, com os atores Flávio Bauraki, Giuliana Maria e Rose Ribeiro, que conta a luta dos professores por melhores condições de trabalho.

<- Voltar