Decisões dos docentes da Candido Mendes

Notícias

Os professores da Candido Mendes decidiram, em assembléia, realizada no dia 17 de maio, suspender a greve e retornar à situação de normalidade para garantir a qualidade do ensino. Os docentes, que deram um crédito de confiança à instituição, podem voltar ao estado de greve caso a universidade não integralize o pagamento de março, não efetue o pagamento de abril (até 22 de maio), demita professores e reduza a carga horária.

Os professores ainda mantêm a luta, reivindicando: a regularização de salários, o início do pagamento dos passivos trabalhistas (em que se incluem as férias), o recolhimento mensal do FGTS e o compromisso para efetuar os depósitos atrasados na Caixa Econômica Federal (CEF). Tudo isso será ainda motivo de discussão para a próxima assembléia, a ser realizada na sexta-feira, dia 25 de maio, às 12h30, na sala 507 da unidade Centro.