Demissões na Estácio: Justiça concede liminar do Sinpro-Rio contra demissões em massa

Notícias

A Justiça do Trabalho concedeu, dia 07/12, liminar de tutela antecipada para a Ação Civil Pública movida pelo Sinpro-Rio contra as demissões em massa na Universidade Estácio.

A Justiça do Trabalho suspendeu as dispensas dos professores até que a Estácio apresente os seguintes documentos:

- lista dos professores dispensados;

- apresentação dos respectivos termos de rescisão; e

- lista dos professores que serão contratados ou recontratados.

A Justiça concede a Estácio, para o cumprimento dessa "finalidade o prazo de 72 horas, sob pena de multa de R$ 50.000,00, e no mesmo valor para cada dispensa procedida até o fornecimento dos documentos" (processo nº 010986-42.2017.5.01.0068).

Na manhã do dia 08, diretores do Sinpro-Rio estiveram na porta da Estácio, campus João Uchôa, repudiando as 1.200 demissões.