Ed. Superior: sindicato luta pelo reajuste salarial

Destaque na primeira pagina, Notícias
Ed. Superior: sindicato luta pelo reajuste salarial

PELO REAJUSTE SALARIAL!
QUE OS PATRÕES CUMPRAM O QUE ASSINARAM!

Embora a Convenção Coletiva de Trabalho dos Professores e Professoras da Educação Superior do Município do Rio de Janeiro, assinado em 2019, tenha validade de 2 anos, ou seja, tem validade até 31 de março de 2021, o Sindicato Patronal (Semerj), nas rodadas de negociação para se discutir o reajuste relativo às perdas salariais medidas pelo INPC, entre abril de 2019 e março de 2020, alegou, inicialmente, impossibilidade da aplicação do reajuste neste ano, diante do quadro de crise econômica. Depois de várias rodadas de negociação e mediante a pressão do Sinpro-Rio em não aceitar a suspensão do reajuste salarial de 2020, o patronato propôs um reajuste parcelado dessas perdas salariais.
Diante desse quadro, a Diretoria decidiu convocar uma assembleia virtual para debater e deliberar sobre a proposta patronal. Foi uma experiência inédita na história do Sinpro-Rio, mas, necessária, diante do isolamento social a que estamos submetidos durante essa pandemia.
A Assembleia (virtual) dos Professores e Professoras da Educação Superior, realizada no dia 2 de maio, sábado, às 10 horas, analisou a proposta patronal e aprovou por unanimidade a seguinte proposta construída pela assembleia da categoria:
1- rejeição da proposta patronal de parcelamento do reajuste salarial de 2020;
2- autorização para a Diretoria do Sinpro-Rio continuar as negociações com o Sindicato Patronal (Semerj); e
3- assembleia permanente da Categoria dos/as Professores/as da Educação Superior.

Professor e Professora, acompanhem as notícias do Sinpro-Rio através do Site, do Facebook, Instagram e twitter do Sindicato.