Educação Superior: professores aprovam luta por 13% de reajuste salarial

Notícias

Reunidos em assembleia no dia 14 de março, os professores da Educação Superior apontaram para reajuste salarial de 13% sobre o salário pago no mês de março de 2016, e também um abono de 10%, pago de uma única vez, em conjunto com o salário do mês de outubro de 2016.

Eles também incluíram em sua pauta de reivindicações abono de 20 dias aos professores em licença-paternidade (conforme a Lei 13.257/2016); concessão de férias trabalhistas dos professores no período de 02 a 31 de janeiro; prorrogação por 60 dias da licença-maternidade das professoras, (conforme a Lei 11.770/2008), criação de uma Comissão Paritária para construção de um Calendário Unificado; fixação de multa na hipótese de atraso no pagamento de salário e pelo descumprimento de obrigação de fazer.

Os docentes pedem ainda que supervisores, pesquisadores, orientadores e coordenadores sejam incluídos na abrangência da Convenção Coletiva. Uma nova assembleia ficou agendada para o dia 11 de abril, às 18h, no Sinpro-Rio.

Confira o novo Boletim Especial da Educação Superior

Veja as fotos da assembleia aqui.