Em defesa da CUT, contra a divisão!

Notícias

A Direção Nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT), reunida em dezembro, resolveu se dirigir, através de carta, a todos os trabalhadores cutistas, aos dirigentes e à militância de nossos sindicatos, federações e confederações. Segundo a CUT, a principal conquista dos trabalhadores brasileiros no terreno da organização sindical e que completará 25 anos em 2008, está sendo atacada por políticas divisionistas. Às propostas de desfiliação da CUT, implementadas pela Conlutas e Intersindical, veio agora se juntar a decisão de dirigentes da Corrente Sindical Classista (CSC) de criar, em 12 de dezembro, a Central dos Trabalhadores Brasileiros (CTB).

Estes ataques ocorrem justamente quando, ao longo de 2007, a CUT desenvolveu mobilizações e campanhas como a luta contra a Emenda 3 e o PLP 01, contra as Fundações Estatais de Direito Privado, em defesa do Direito Irrestrito de Greve, em apoio à Reforma Agrária, contra qualquer reforma da Previdência que reduza direitos para as atuais ou futuras gerações.

Segundo os dirigente da CUT, os argumentos dos divisionistas são desmentidos pela realidade. O momento exige o combate de todas e todos cutistas contra as propostas de desfiliação de entidades da central, pois é a defesa de uma conquista e patrimônio de toda a classe trabalhadora. Por isso, a CUT irá preparar sua próxima Plenária Nacional, entre 27 a 30 de maio de 2008, reafirmando os princípios e compromissos de nossa Central, participando ativamente das lutas sindicais e populares, preservando a independência e autonomia da Central diante de patrões, governos e partidos, para que ela continue a ser esta ferramenta básica de luta da classe trabalhadora brasileira.

Veja a carta da CUT na íntegra