Estácio paga mais de R$800 mil a professora em ação trabalhista

Destaque na primeira pagina, Notícias


Estácio paga mais de R$800 mil a professora em ação trabalhista

O Sinpro-Rio, há bastante tempo, vem denunciando as irregularidades no pagamento das aulas ministradas em Ensino a Distância aos professores/as da Estácio.
A instituição não paga a integralidade das aulas ministradas em EAD, bem como não quita o repouso semanal remunerado e os adicionais de aprimoramento acadêmico e por tempo de serviço. O prejuízo mensal do professor e da professora da Estácio é elevado e, em contrapartida, o lucro da instituição aumenta com o pagamento irregular das aulas.
Nos últimos anos, foi ajuizado um grande número de ações trabalhistas pelos docentes, com assistência do Sinpro-Rio. Recentemente, a Estácio foi obrigada a pagar, sob pena de bloqueio das suas contas, o crédito incontroverso homologado superior a R$ 800.000,00, dos quais boa parte refere-se a aulas de EAD quitadas a menor.

Professor e Professora, vocês também possuem pendências trabalhistas? Procurem o jurídico do Sinpro-Rio para ajuizar a sua ação.

(Notícia originalmente publicada no dia 06/10/2021, mas a data poderá ser alterada para que fique em destaque e/ou de mais fácil acesso à categoria).