FSM aprova articulações para barrar a desnacionalização da educação

Notícias

No último dia (1/2) de atividades da nona edição do Fórum Social Mundial os representantes da direção da CONTEE presentes em Belém participaram de um importante encontro: a Assembleia da Educação. Nesta atividade, as redes, entidades e os movimentos sociais e educacionais do Brasil e de diversas partes do mundo fizerem um relato sobre a sua participação no Fórum e aprovaram medidas conjuntas.

Além disso, as lideranças apresentaram as propostas aprovadas ao longo de todas as atividades do FSM. A CONTEE, representada por Reginaldo Alberto Meloni, diretor da entidade, apresentou novamente a Campanha "Educação Não é Mercadoria", que denuncia o agravamento do processo de mercantilização do ensino no País e o mais recente e perigoso avanço da desnacionalização da educação brasileira.

Diante das informações prestadas pela CONTEE, foi proposto que o Fórum se torne um instrumento de articulação das várias iniciativas das entidades no sentido de barrar o processo de desnacionalização da educação.

Fonte: Contee