A contribuição à Previdência é debitada de acordo com o salário bruto do professor. Existem quatro faixas salariais de desconto definidas pelo INSS e reajustadas nos mesmos meses que o salário mínimo. A contribuição pode ser de 7,65%, 8,65%, 9% ou 11% do salário. A contribuição para quem trabalha em várias escolas de empresas diferentes é descontada, proporcionalmente, sobre o valor correspondente à soma de todos os salários recebidos no mês, até atingir o teto máximo de desconto. Existe um formulário próprio a ser preenchido no departamento de pessoal dos empregadores, para evitar que o desconto ultrapasse o limite previsto em lei.

12/09/2018