Pandemia de Covid-19: adoção do ensino remoto modificou condições de trabalho

Destaque na primeira pagina, Notícias
Pandemia de Covid-19: adoção do ensino remoto modificou condições de trabalho

No início da pandemia, com a instituição do ensino remoto, o Sinpro-Rio recebeu inúmeras denúncias de assédio moral e cobranças de atividades após o horário habitual de trabalho.

Após a retomada das atividades presenciais, somado ao assédio moral e ao trabalho excessivo, o Sinpro-Rio tem recebido inúmeras denúncias de exposição da saúde e da vida do professor, em razão da inobservância das regras de protocolo e das normas de segurança e proteção ao trabalho.

As principais denúncias são:

Coação para o retorno às atividades presenciais, embora o professor pertença ou resida com alguém que integra grupo de risco;Exposição à contaminação por COVID-19, por conta da não utilização de máscara ou por inobservância do distanciamento pelos alunos;

Professor que contraiu COVID-19;

Professor que, embora tenha contraído e se curado da COVID-19, permaneceu com sequelas;

Professor que faleceu por ter contraído COVID-19;

Falta de equipamento de proteção para o trabalho, dentre outras denúncias.

A COVID-19 pode ser caracterizada como doença decorrente do trabalho, gerando ao professor estabilidade e indenizações por conta do dano moral e patrimonial.

Professor e professora, consulte o departamento jurídico do Sindicato para saber os seus direitos e as obrigações da escola neste período de pandemia.

No caso de falecimento, os familiares poderão procurar o Sinpro-Rio para orientação sobre os direitos e indenizações devido ao COVID-19.

Agende uma consulta pelo telefone (21) 99644-5752 com a Dra. Mariana, em horário comercial.

Caso você siga com contrato vigente, o seu anonimato é garantido.