Pré-natal e parto seguro: direitos seus

Notícias

As estatísticas relacionadas à mortalidade materna s?o alarmantes. Só para se ter uma ideia, uma gestante morre a cada dois dias, sendo que mais de 170 mortes s?o ocasionadas por infecç?o, hipertens?o ou hemorragia. O mais preocupante, no entanto, é saber que 90% desses casos poderiam ser evitados. Todos esses dados foram levantados e divulgados pelo Comitê Estadual de Prevenç?o e Controle da Mortalidade Materna, órg?o do Governo do Estado do Rio de Janeiro, que revelou, ainda, que os patamares iguais de mortes das gestantes foram mantidos nos últimos seis anos.

Pensando na gravidade dessa situaç?o, a Comiss?o de Defesa dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) lançou no dia 9 de fevereiro, uma campanha de combate à morte materna com o tema: "Pré-natal e parto seguro: direitos seus" e que durará até final de maio deste ano. O objetivo é conscientizar as mulheres, os homens, profissionais da rede de saúde e toda a sociedade sobre a importância dos cuidados durante esse período e, assim, garantir uma gestaç?o sem riscos, tanto para a mulher quanto para o bebê.

Estiveram presentes ao ato Dr. Adson França, assistente do Ministro da Saúde; Dra. Ticiana Nonato, da área técnica do Ministério; Dra. Monica Almeida, representante da Secretaria Estadual de Educaç?o em Saúde; Sra. Cecília Soares, superintendente dos Direitos da Mulher; Dr. Jorge Darze, presidente do Sindicato dos Médicos; a deputada federal Cida Diogo (PT-RJ); e Dra Tisuko, do Comitê da Secretaria Estadual de Saúde. Todos elogiaram o lançamento da Campanha e deram seu total apoio no decorrer de seus discursos, mostrando, cada um dentro de suas atividades, a importância de um pré-natal e parto seguros. O Sinpro-Rio também esteve presente, na pessoa da professora Yara Maria Pereira, coordenadora da Comiss?o de Gênero e Etnia.

Toda mulher tem direito a uma gravidez saudável e a um parto seguro.