Presidente da Cut-RJ manifesta seu apoio ao PL 297/09, em carta aberta para vereadores

Sem categoria

Aos
Ilustres vereadores do Rio de Janeiro

Prezados(as),

No momento em que o Legislativo do município aprecia o veto do prefeito Eduardo Paes ao projeto do vereador Reimont, do Partido dos Trabalhadores, institui o calendário único na rede de ensino da cidade, a Central Única dos Trabalhadores não poderia deixar de expressar sua posição frontalmente contrária ao veto do Executivo.

Nós, da CUT, apelamos aos representantes da população carioca para que reflitam sobre a decisão a ser tomada, levando em conta, principalmente, que ela afeta diretamente uma categoria estratégica para o desenvolvimento e o futuro do país, como os profissionais da educação.

Já relegados a um patamar salarial incompatível com a nobre função exercida, essa categoria vem padecendo de um sem número de doenças profissionais - das patologias físicas a mentais -, vítima que é de jornadas de trabalho excessivas, pressão por resultados exorbitantes, assédio moral e violência crescente nas escolas.

Por tudo isso, o calendário único é imprescindível para o gozo de férias por parte dos professores e pessoal de apoio. Cabe assinalar também que a preservação da saúde dos nossos mestres é de interesse de todas as famílias cariocas, que confiam a educação dos seus pequenos ao professorado do Rio de Janeiro.

Darby de Lemos Igayara
Presidente
Central Única dos Trabalhadores - CUT Estadual Rio de Janeiro