Prestação de Contas: assembleia aprova contas de 2020 por unanimidade

Notícias


Prestação de Contas: assembleia aprova contas de 2020 por unanimidade

No dia 28 de junho de 2021, em cumprimento ao que estabelece o nosso Estatuto em seu Artigo 18º, foi realizada a assembleia de prestação de contas, pela plataforma Zoom, para apreciar as contas relativas ao ano fiscal de 2020. Foram apresentados, pela Secretaria de Finanças e pelo Conselho Fiscal, todas as informações referentes ao balanço de 2020 e as contas do Sinpro-Rio foram aprovadas por unanimidade pela assembleia.
O presidente do Sindicato, Oswaldo Teles, fez uma análise da situação em 2020. O dirigente lembrou que o ano começou com a costumeira dificuldade de negociação com o patronal, mas que, em seguida, veio algo que influenciou negativamente todo o mundo - a pandemia.
De acordo com Oswaldo Teles, o sindicato teve que se adaptar à nova realidade, mas teve a atitude de manter todas as suas despesas com pessoal, apesar da maior parte de sua arrecadação ter vindo apenas da mensalidade do professor e da professora. "Tomamos ainda a iniciativa de amparar professoras e professores, neste momento tão difícil de pandemia, através do Fundo Emergencial Solidário. Temos vigor financeiro. Estamos num grande investimento político-financeiro e de pessoal, com toda a diretoria na luta, ao lado de professoras e professores, pela Campanha Salarial 2021.”
No debate, as discussões se fizeram em torno do papel que o sindicato vem desempenhando diante do enfrentamento à COVID-19 e de um patronato que se revela negacionista, conservador e reacionário, que se nega a conceder qualquer reajuste, principalmente em relação aos direitos dos trabalhadores, apesar do aumento das mensalidades escolares. Fechou-se a assembleia com a afirmação do princípio da necessidade da manutenção do equilíbrio das contas, sem contudo se abrir mão da continuidade da luta em favor da categoria e, sobretudo, do compromisso do sindicato, como uma entidade da sociedade civil organizada, com a própria ordem democrática.

Veja a receita e a despesa: