Professores em luta na Universidade Gama Filho

Sem categoria

Professores, alunos e funcionários realizaram, nesta segunda-feira, dia 15 de maio, no campus Piedade, um ato público de protesto contra os atrasos de salários, não pagamento de férias e 13º de 2005.

O ato contou com a participação de cerca de 400 manifestantes, tendo à sua frente o presidente do Sinpro-Rio, professor Francilio Paes Leme, e os membros da Comissão de Docentes da instituição. Fizeram o uso da palavra também os representantes do DCE, de Centros Acadêmicos, da UEE e da UNE.

O movimento já atinge todas as unidades da universidade, congregando professores e alunos em defesa de seu direito de serem valorizados e respeitados pela instituição na qual depositaram sua confiança, comprovada na dedicação dos mestres e no investimento dos estudantes. Em verdade, em última análise, a defesa é da própria UGF que, lamentavelmente, já há muito não vem honrando as bases lançadas por seus fundadores.