Santa Casa ainda sem acordo coletivo

Sem categoria

O Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro e Região (Sinpro-Rio) vem a público repudiar o ato de a Santa Casa inviabilizar o julgamento de pretensões coletivas dos professores pelo Tribunal Regional do Trabalho, com a alegação de que não concordou com a instauração do dissídio coletivo.

É importante salientar que, desde março deste ano, temos procurado o Dr. Zarur e a Diretoria da Santa Casa para abrirmos o processo de negociação, o que, infelizmente, nunca aconteceu.

Lembramos que tal fato é recorrente pois, nos últimos anos, virou uma espécie de "tradição" a Santa Casa fechar o acordo somente no segundo semestre.

Esta lamentável postura caracteriza um desrespeito aos direitos básicos de qualquer profissional que merece ser tratado com dignidade.

Por essa razão, ficamos surpresos com a medida adotada pela instituição e esclarecemos que o Sinpro-Rio tomará todas as providências necessárias no sentido de denunciar e reverter esse procedimento tão absurdo quanto arbitrário.

Os professores vão se reunir em assembleia na terça-feira (10/11), às 14h, para deliberar sobre uma possível greve.