Sinpro-Rio conquista mais uma vitória em Itaguaí

Sem categoria

No dia primeiro de dezembro, o Sinpro-Rio obteve finalmente, na subdelegacia do Trabalho em Itaguaí, uma audiência para sanar as irregularidades praticadas no Centro Educacional Cinco de Julho.

A escola descumpria o acordo coletivo desde o ano passado: não aplicava o valor correto de piso salarial e ainda pagava por quatro semanas e meia, quando pelo acordo coletivo a base de cálculo do salário na área estendida é de cinco semanas.

Representaram o Sindicato os diretores Águida Cavalcanti e Joacy Santos, que em 84 chegou a sofrer agressão física quando denunciava esse mesmo estabelecimento.

O diretor da escola, Francisco José Antônio, foi intimado ao pagamento de cerca de R$ 19 mil em dívida trabalhista e a conceder garantia de emprego aos professores no período de primeiro de janeiro a 30 de junho de 2004, como contrapartida para a não incidência da atualização monetária correspondente a 2002 sobre o valor da dívida.