Sinpro-Rio: dada a largada para a Campanha Salarial 2024

Em pleno sábado, 09 de março, foi dada a largada para a nossa Campanha Salarial em duas concorridas Assembleias. A primeira, que teve início às 10 horas, tratou da pauta reivindicatória relativa à Educação Básica e a segunda, às 14 horas, relativa à Educação Superior.
Foi consenso em ambas as assembleias que as pautas reivindicatórias deverão funcionar como instrumento de luta para toda a nossa campanha salarial.
Quanto à comunicação com a categoria, foi destacada a necessidade de se priorizar a mídia digital e de se garantir que o material impresso chegue às instituições para que toda a categoria se integre mais efetivamente à Campanha.
Foi levantada, ainda, a necessidade de luta por ganhos reais e celeridade nas negociações, contra a prática patronal dos últimos anos de arrastar as negociações e efetuar o pagamento em forma de abono.
Nas assembleias, ficou acordado que, diante da atual política patronal de retirada de direitos dos trabalhadores, a manutenção da CCT significa um grande avanço somado, naturalmente, à recuperação das perdas salariais.
Especificamente à Ed. Superior, foi discutido que farão parte dos debates na Campanha Salarial questões que tangem à precarização do trabalho docente com ênfase na EAD. E diante disso, se faz urgente a regulamentação da Educação privada em nosso país.

PROPOSTAS DE PAUTA APROVADAS
ED. BÁSICA

  • Reajuste com base no INPC e mais 100% do mesmo, a título de ganho real.
  • Aumentar para duas vezes por semestre a quantidade de dias para docentes acompanharem filhos menores ou pais idosos ao médico.
  • Passar de 90 para 120 dias a estabilidade no emprego, por nascimento de filho ou por adoção.
  • Incluir na Convenção Coletiva de Trabalho recesso unificado, no mínimo, de duas semanas em julho.
  • Incluir Coordenadores, Supervisores e Diretores na atual CCT.

Paritárias sobre assuntos específicos:

  • Equiparação salarial.
  • Aprimoramento acadêmico.
  • Hora de planejamento remunerada.
  • Manutenção de todas as cláusulas pré-existentes.

ED. SUPERIOR

  • Reajuste com base no INPC e mais 100% do mesmo, a título de ganho real.
  • Manutenção da atual Convenção Coletiva de Trabalho na sua integralidade.

Link desta página no QRCODE:


Este post foi publicado em 12/03/2024 às 09:52 dentro da(s) categoria(s): Notícias, Primeira página.
Você pode seguir quaisquer alterações a esta entrada através de RSS 2.0 feed.


<- Voltar