Sinpro-Rio realiza seminário em comemoraç?o ao Dia da Mulher

Notícias

A Copap e a Comiss?o de Gênero e Etnia do Sinpro-Rio realizaram, no dia 26 de março, o segundo seminário em comemoraç?o ao Dia Internacional da Mulher, que aconteceu no dia 8 do mesmo mês. A abertura do evento ficou a cargo do presidente do Sindicato, professor Wanderley Quêdo, assim como dos diretores Francilio Pinto Paes Leme; Adalgiza Burity da Silva e Yara Maria Pereira. Léa Cutz, da Representaç?o do MEC no Rio de Janeiro (Remec), foi solicitada para emitir alguns dizeres sobre o seminário. Em seguida, foram chamadas as palestrantes, que enriqueceram a assembleia com diversas informaç?es sobre o universo feminino em suas diversas áreas

Quêdo falou sobre a importância da mulher na sociedade. Ele remeteu a quest?es mitológicas envolvendo o ser feminino. Já Francilio, fundador da Copap, dissertou sobre o processo coletivo da formaç?o do sindicato. Em seguida, as diretoras Yara Maria e Adalgiza falaram sobre os 100 anos de comemoraç?o do Dia da Mulher e a importância da professora Armanda Álvaro Alberto. Após todas as apresentaç?es iniciais, a representante do Remec Léa Cutz falou sobre a importância de eventos como o seminário.

A primeira convidada foi a Dra. Arlanza Maria Rebello, defensora pública do Estado do Rio de Janeiro e coordenadora do Núcleo de Defesa da Mulher Vítima de Violência (Nudem). Ela explicou a evoluç?o da Lei Maria da Penha no país e a necessidade de se aplicarem medidas que cuidem da proteç?o à mulher. A segunda palestrante foi Vera Lúcia Alves, presidente do Movimento pela Vida e do Lar Nossa Senhora das Graças e também coordenadora nacional da Pastoral Carcerária da CNBB. Ela narrou sua comovente história, o assassinato de seu filho de 16 anos, que a fez transformar sua dor em aç?o.

A dermatologista Tereza de Brito falou sobre saúde de maneira geral e os cuidados que todas as pessoas devem ter em relaç?o à imagem que ela transmite às pessoas, como cuidar do peso, n?o exagerar nos tratamentos estéticos, evitar exposiç?o demasiada ao sol , entre outros.

O evento seguiu à tarde com o espetáculo "Mulheres do Brasil", apresentado pelos alunos do 3º ano do Ensino Médio Profissionalizante do Colégio Senhora da Pena. Em uma vis?o dramática da realidade feminina, o grupo mostrou, através de dança e interpretaç?o, como é ser mulher no país. Por fim, Sandra Santos, diretora do Instituto Superior de Educaç?o do Rio de Janeiro (Iserj), fez um depoimento emocionado sobre os "130 Anos Formando Docentes - Em Busca da Consolidaç?o da Escola Pública".