Solidariedade à luta dos/as Trabalhadores/as dos Correios!

Notícias
Solidariedade à luta dos/as Trabalhadores/as dos Correios!

O Sinpro-Rio se solidariza com os/as trabalhadores/as dos Correios nesta época que nos chegam e que convivemos com péssimas notícias, não só devido à pandemia do Covid-19, que se alastra cada vez mais em razão da negação da ciência, mas também notícias vindas do governo autoritário que está, infelizmente, à frente do país. E este autoritarismo bate à porta também dos profissionais dos Correios, que veem seus direitos ceifados e sofrem a ameaça de privatização de um serviço público tão importante para a sociedade.

Conta a história que na antiguidade, algumas autoridades tiranas matavam os mensageiros que lhes traziam más notícias. Pois então, vivemos em uma época que estão matando os direitos dos trabalhadores, inclusive os do Correio, em razão das más notícias propiciadas pelas autoridades déspotas.

Estão matando os direitos dos profissionais dos Correios e nós, professoras e professores, humanistas que somos, não podemos nos calar.

Sabemos da importância dos Correios em nossas vidas. Quando o carteiro chega em nossas portas, é tratado com dignidade, muitos e muitas o recebem até com um cafezinho quente e um pedacinho de bolo de fubá.

Logicamente, nem sempre eles trazem boas notícias, mas sempre trazem um sorriso, o sorriso do dever cumprido.

É este sorriso que estão querendo matar. Querem matar os profissionais dos Correios com a retirada de seus direitos, com demissões, com privatização.

Num mundo em que o mal tenta ser chancelado, não podemos deixar que matem a figura que traz mensagens à nossa porta.

O governo federal vai à Justiça para referendar suas maldades contra os trabalhadores e, infelizmente, muitas vezes tem saído de lá com suas vontades satisfeitas.

Nós, professoras e professores, que ensinamos princípios de humanismo para nossos estudantes, alertamos que não mais vivemos na Antiguidade, embora muitos queiram retroceder a esta época obscura.
Viva os profissionais dos Correios.
Suas lutas são as nossas lutas.

Rio, 23/09/2020.

Diretoria do Sinpro-Rio