UCAM continua em greve

Notícias

Sem receber há cinco meses e com passivos trabalhistas atrasados desde o ano 2001, os professores da Universidade Candido Mendes (UCAM) decidiram, em assembleia, realizada em 4/03, continuar a greve, iniciada em 16/02.

Além disso, decidiram também pela realização de um ato público com a participação de professores, funcionários, alunos e pais na próxima segunda-feira, dia 9/03, às 11h, no Campus Centro, na Rua da Assembleia, nº10. Após o ato na mesma unidade, será realizada uma nova assembleia na sala 507.

Até o momento, a reitoria da Universidade Candido Mendes (UCAM) não ofereceu uma proposta aos professores que justificasse o fim do movimento.

O Sinpro-Rio repudia as tentativas movidas por algumas direções da UCAM em acusar o Sindicato de não apoiar o movimento grevista. Assim como, a coação de professores e funcionários, que nada mais fazem em exercer o seu legitimo direito a greve pelo descumprimento da legislação trabalhista.

A diretoria do Sinpro-Rio continuará denunciando à sociedade os desmandos, promovidos não só pela UCAM, mas por qualquer instituição de Educação Superior privada que venha descumprir a legislação e a Convenção Coletiva de Trabalho.

A diretoria

ATO PÚBLICO - DIA 9/03 - 11h E 18h - CAMPUS ASSEMBLEIA

ASSEMBLEIA DA PROCAM - DIA 9/03 - 12h30 - SALA 507