UGF: professores em greve

Notícias

02/12/2013

Em assembleia realizada na última sexta-feira, dia 29/11, os professores da Universidade Gama Filho (UGF) decidiram pela greve a partir do dia 2 de dezembro, segunda-feira.

O grupo Galileo havia informado que os professores deveriam receber os pagamentos no dia 3 de dezembro. Caso o pagamento ocorra, a assembleia fica marcada para quarta-feira, dia 4 de dezembro, às 17h30. Se não, a assembleia será na quinta-feira, dia 05/12, às 17h30.

De acordo com a Associação de Docentes (ADGF), os professores exigem que sejam efetuados os pagamentos devidos aos professores, conforme a “Proposta de Pagamento e Programação Anual”, divulgada pelo grupo Galileo em 29 de agosto: salário de outubro mais 30% do salário de fevereiro e mais 30% do salário de março e ainda o salário de novembro mais 20% do salário de abril; aos professores que tiveram sua demissão anulada (cerca de 100 professores), deverão ser pagos também o mês de setembro mais 50% do salário de janeiro e um terço de férias referente a 2012, valores esses ainda devidos.

Também preocupa a categoria o reestabelecimento das condições mínimas para funcionamento do campus no que se refere à limpeza, segurança e material para funcionamento das aulas.

O grupo Galileo havia informado que os professores deveriam receber os pagamentos no dia 3 de dezembro. Caso o pagamento ocorra, a assembleia fica marcada para quarta-feira, dia 4 de dezembro, às 17h30. Se não, a assembleia será na quinta-feira, dia 05/12, às 17h30.

De acordo com a Associação de Docentes (ADGF), os professores exigem que sejam efetuados os pagamentos devidos aos professores, conforme a “Proposta de Pagamento e Programação Anual”, divulgada pelo grupo Galileo em 29 de agosto: salário de outubro mais 30% do salário de fevereiro e mais 30% do salário de março e ainda o salário de novembro mais 20% do salário de abril; aos professores que tiveram sua demissão anulada (cerca de 100 professores), deverão ser pagos também o mês de setembro mais 50% do salário de janeiro e um terço de férias referente a 2012, valores esses ainda devidos.

Também preocupa a categoria o reestabelecimento das condições mínimas para funcionamento do campus no que se refere à limpeza, segurança e material para funcionamento das aulas.

De acordo com a Associação de Docentes (ADGF), os professores exigem que sejam efetuados os pagamentos devidos aos professores, conforme a “Proposta de Pagamento e Programação Anual”, divulgada pelo grupo Galileo em 29 de agosto: salário de outubro mais 30% do salário de fevereiro e mais 30% do salário de março e ainda o salário de novembro mais 20% do salário de abril; aos professores que tiveram sua demissão anulada (cerca de 100 professores), deverão ser pagos também o mês de setembro mais 50% do salário de janeiro e um terço de férias referente a 2012, valores esses ainda devidos.

Também preocupa a categoria o reestabelecimento das condições mínimas para funcionamento do campus no que se refere à limpeza, segurança e material para funcionamento das aulas.

Também preocupa a categoria o reestabelecimento das condições mínimas para funcionamento do campus no que se refere à limpeza, segurança e material para funcionamento das aulas.