Vitória! Justiça manda reintegrar prof. removido injustamente no CBNB

Redação: SINASEFE

Docente há mais de três décadas, Gustavo Cornélio enfrenta processo de perseguição

Depois de meses de injustiça, denúncia e revolta, a semana passada foi de alegria e comemoração para a seção sindical Sinasefe Colégio Brigadeiro Newton Braga (CBNB). Decisões judiciais liminares garantiram o imediato retorno do professor Gustavo Cornélio às atividades no CBNB, onde atua há quase quatro décadas.

“Me sinto radiante por que a justiça foi feita, foram dias muito difíceis e tristes afastado injustamente de meu local de trabalho e de representação sindical, de forma muito desrespeitosa e incômoda” destaca Gustavo. O professor foi absolvido num PAD e mesmo assim foi punido com o afastamento em outubro de 2021. O SINASEFE denunciou o caso e atuou política e juridicamente combatendo mais esta injusta e absurda postura persecutória contra um trabalhador e lutador sindical.

“Por se tratar de atuante dirigente sindical, a remoção do professor Gustavo foi uma tentativa de perseguição, buscando atingir também a seção sindical” explica o advogado Valmir Floriano, integrante da Assessoria Jurídica Nacional do SINASEFE (AJN). Segundo ele, o Tribunal Regional Federal da 2ª Região reconheceu que há vício de legalidade do ato administrativo de remoção, além de se tratar de um dirigente sindical, que tem assegurado o princípio da inamovibilidade do cargo. “Há falta de coerência com a fundamentação exposta na remoção, pois é contraditório ter sido absolvido no PAD e mesmo assim proceder remoção ex oficio” completa Valmir.

“Em tempos tão difíceis, essa decisão judicial favorável é uma grande vitória, que pode inclusive inspirar outros lutadores”, reforça a coordenadora geral do SINASEFE, Camila Marques. O sindicato nacional comemora esta vitória, reforçando que seguirá na defesa ostensiva das trabalhadoras e dos trabalhadores, prezando sempre pela garantia da atividade sindical em todo país.

Leia a matéria na íntegra AQUI

<- Voltar