Categoria elege a chapa da unidade, Vem Pra Luta – Resistir e Avançar

Notícias


Categoria elege a chapa da unidade, Vem Pra Luta – Resistir e Avançar

O Sinpro-Rio realizou uma live de encerramento e apuração das eleições do Sindicato, que tiveram início no dia 22 e foram até o dia 28 de outubro. A Chapa 1 – Vem Pra Luta – Resistir e Avançar obteve 95% dos votos - 2.320 votos dos 2.426 apurados.
Presidindo a Comissão Eleitoral, Adeilson Telles anunciou e oficializou em nome dos demais integrantes, Anita de Fátima, Fernando Nogueira e dos suplentes Afonso Maria e Marcelo Rodrigues, a vitória da Chapa 1 para os próximos quatro anos.

Oswaldo Teles, presidente das duas gestões anteriores, agora Diretor Tesoureiro eleito, agradeceu à categoria, lembrando que na história de 90 anos do Sindicato, esta foi a primeira eleição com voto virtual. "Quero destacar, primeiro: o Sindicato continua firme e forte. A Chapa Vem pra luta é a continuidade de um processo que vem desde 2014. Vamos continuar na luta contra este governo fascista que se encontra no poder.
Segundo: Parabéns ao Elson Paiva por passar a presidir um dos sindicatos mais importantes do Brasil. Não é uma tarefa fácil, divergências acontecem, mas tem que ter tranquilidade para atender cotidianamente a categoria. Sempre teremos a postura de atender bem esta categoria tão sofrida, principalmente nestes tempos de pandemia.”

A diretora da CTB, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, Katia Branco, parabenizou a vitoriosa Chapa Vem Pra Luta – Resistir e Avançar, acentuando que “a tarefa é árdua e agora, com Elson Paiva, o Sinpro-Rio continuará com todo o empenho, mesmo neste momento crítico, difícil, de crise política, econômica e sanitária, com este governo que só nos decepciona.”
A dirigente saudou ainda a união das centrais sindicais que apoiam o Sinpro-Rio: CUT, CTB, Intersindical e ConLutas.

Alan Francisco de Carvalho, vice-coordenador da Contee, Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino, cumprimentou todos e todas da gestão anterior e da nova diretoria e assim se referiu ao presidente das duas gestões, de 2014 para cá: “Tive a oportunidade de conviver com o Oswaldo Teles, na Executiva da Contee. Oswaldo tem uma vocação extraordinária em buscar consenso. Que continuemos na luta permanente pela valorização do trabalho, da dignidade na Educação. O ano de 2022 está aí e precisamos fazer a grande mudança contra um governo antidemocrático.”

Sandro Cezar, presidente da CUT/RJ, ressaltou: “O Sinpro-Rio tem um papel fundamental no Rio de Janeiro, de garantir os direitos e conquistas dos trabalhadores da Educação nas escolas particulares. Vivemos um momento extremamente conturbado. Oswaldo é um grande quadro do sindicato e do sindicalismo do Rio. Elson, que está na direção do Sinpro-Rio há algum tempo, tem competência, condições de representar bem a presidência do Sindicato."

Elson Paiva, novo presidente do Sinpro-Rio, deixou claro que “nosso sistema é presidencialista, mas muito mais importante que o nome é a política que está sendo construída. Agradeço a todos e todas que continuam na diretoria e aos demais que chegam agora.
Vivemos um momento de pandemia e nossa posição, mais do que nunca, tem que ser de apoio, resistência e solidariedade.
Há uma importância especial na chapa única que se elegeu - ser uma chapa de unidade. A chapa que determina o que precisamos, neste momento, no país: união e unidade da classe trabalhadora, de professoras e professores. O Sinpro-Rio é a representação de uma categoria que resiste e avança.
Somos um sindicato de 90 anos, de uma categoria que resiste e luta em todos os momentos de dificuldades e vitórias.
Quero agradecer a todos e todas que participaram das eleições, que são a manifestação da democracia. Eleição on-line, já prevista anteriormente, e que veio a calhar neste momento de pandemia.
Às companheiras e companheiros que trabalharam pelas eleições, o nosso muito obrigado, em nome da categoria. Categoria que veio para a luta nestas eleições e está na luta pela dignidade da Educação.
Quero agradecer ao companheiro Oswaldo que liderou todo o processo de reconstrução do Sindicato desde 2014, recuperando, reconstruindo e avançando, na retomada de sua organização administrativa e política. Agradeço, finalmente, a todas as forças políticas que compõem esta nova diretoria.”